Qual o objetivo da categoria Gestão do Trabalho, Formação e Educação Permanente em Saúde?

Possibilitar o compartilhamento das experiências de Educação Permanente em Saúde que acontecem nos territórios, promovendo reflexão sobre as alternativas de qualificação das equipes em seus cenários de atuação. Conhecer as iniciativas, impactos e desafios destes processos, abrindo espaço de diálogo entre os saberes instituídos e outros saberes produzidos na prática cotidiana dos serviços.

Queremos discutir a articulação entre ensino, trabalho e cidadania; e dar luz às experiências que vinculam formação, atenção à saúde e participação social – seja por meio de espaços e programas já existentes, seja por iniciativas originais e inovadoras nesse campo.

A idéia aqui é debater a estruturação do SUS como espaço potente de educação profissional e cenário de ensino, além de trazer para a cena discussões sobre as demais questões que influenciam na gestão do trabalho na sua equipe, tais como provimento, valorização e fixação profissional.

No âmbito das ações do Ministério da Saúde, esta categoria inclui experiências relacionadas ao Telessaúde Brasil Redes, ao PET-Saúde, às Residências em Saúde, ao Programa Mais Médicos, ao Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica (PMAQ), à Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), aos estágios de vivência, ao apoio institucional e à atuação nas Comissões de Integração Ensino-Serviço (CIES), além das demais ações de Educação Permanente em Saúde, gestão do trabalho e formação profissional realizadas em âmbito local ou regional.